sexta-feira, 20 de maio de 2011

O DESPERTADOR FANTASMA


Então, vocês se lembram da Penélope (minha amiga para qual uso codinome)? Pois é, Penélope é um poço de inspiração para mim, uma vez que tudo que há de mais hilário e impensável, acontece na vida dela. E eu lógico, pego carona e me divirto à bessa! PS: ela me autoriza publicar.
Vamos lá... Penélope morava sozinha, numa casinha geminada, em uma cidade ao sul de Minas. Todos sabemos que casas geminadas dividem parede com o vizinho, o que nos permite ouvir além da conta às vezes. Um belo dia, Penélope ganhou da turma do escritório um enfeite e como era muito bonitinho,ela optou por deixá-lo alegrando a sala, no andar de baixo. Nos dias seguintes ela começou a ser acordada por um barulho irritante que vinha de seu vizinho. Era um despertador que tocava até cansar, sem que ninguém o desligasse. A srta Penélope, que de calminha não tem nada, começou uma saga de protestos: espancava a parede que fazia divisa com vizinho aos berros, às 3 da manhã (horário do maldito barulhinho), xingava pela janela, enfim, fazia um ESCÂNDALO! Fico imaginando a cena: ela toda descabelada, berrando sozinha dentro de casa.Os vizinhos não se manisfestavam, o que lógico, a irritava ainda mais! Até um dia em que o namorado resolveu ficar e dormir na casa dela. Assim que o barulhinho começou, ela, feito uma ninja já saltou da cama e foi espancar a parede e berrar com vizinhos!! O namorado, assustado com aquilo e sendo sujeito pacato de cidade de interior, desceu as escadas, seguindo o barulhinho. EIS que o moço chegou ao lindo enfeite da sala que misteriosamente estava fazendo o tal sonzinho irritante! MISTERIOSAMENTE, na versão da Penélope né! Porque com dois minutos o sujeito percebeu que o enfeite era um DESPERTADOR, nas horas vagas... A coitada não sabia onde enfiar a carinha, tamanho embaraço frente ao namorado que à esta altura já reavaliava a sanidade mental da pobrezinha. HILÁRIO! O melhor de tudo foi quando ela resolveu mexer no vespeiro e ir se desculpar com os vizinhos, que calmamente disseram: "Ôh minha filha, a gente entende, moça nova, morando sozinha dá uns surtos mesmo." Como assim??? Moça  nova morando sozinha surta??? Isto para mim é novidade né!
Enfim, este episódio é somente um da vida da minha querida amiga, que em comum comigo tem uma lista GIGANTESCA de manotas!!!
Ficamos assim então, até a próxima. Bjokas.

Nenhum comentário: